quarta-feira, dezembro 21, 2016

a maravilhosa puta de vida dos portugueses or I for as notícias falsas na TV or C for o universo do tuga merdoso é pequeno comó catano!

"quando toda a gente se sente muito sensível e muito querida, a trocar postalinhos de renas e mensagens de amor nas redes sociais o que estamos a ver é dos maiores horrores do nosso tempo"
Rodrigo Guedes de Carvalho, jornalista 


Foto Magnus Wennman 

Walaa, 5 anos, Campo de Refugiados Dar-El-Ias
 Beirute, Líbano.

Desde 2011, cerca de 4 milhões de Sírios foram forçados a abandonar os seus lares. Metade deles são crianças. 
O fotógrafo sueco Magnus Wennman fotografou refugiados Sírios em diversos campos no Médio Oriente, principalmente fotografou crianças. Um projecto a que deu o nome de "Where the Christmas Sleep ". 


Carta de Walaa

 se com o meu olhar
de menina triste pudesse
eu dizer do frio das lágrimas
 da tristeza dos meus olhos
não posso dizer mais que silêncios
entre as manhãs
e o tempo há uma solidão
se esticasse o braço, estaria contigo
assim perceberias o meu olhar.

aqui não há natais,
brinquedos,
não há mães ou pais,
não me perguntes quem sou.
chuva, frio, desespero, tristeza
é o meu nome.
não posso suportar.
não consigo suportar. 
hei-de escrever-te sempre 
até que te lembres
que há mais que os teus,
os teus filhos.

não sou uma criminosa,
não sou uma invasora,
não sou uma menina má,
não quero invadir ou tomar o teu lugar
não falo contigo estou longe
sei que existem aí casas
com calor e comer para crianças
iguais a mim, dizem-me.

que sei eu?
porquê eu?
que fiz eu de mal?
(tristan reveur)

E assim lançamos mais um lixo tóxico, um post escrito neste blog vai para uma ano, mais ou menos por esta altura. O Natal. Uma repetição!
O que foi que mudou desde o dia em que falamos na Walaa até hoje? Nada!


Na Atualidade:

Os vídeos de gente desesperada em Alepo, são mostrados timidamente pela comunicação social, muito mais interessada em mostrar as comprinhas do Natal português, as notícias de um presidente da República meio desaparafusado, a beijar os pequenotes, as velhotas no asilo, os dichotes mais ou menos brejeiros ditos à mistura com risinhos que o português gosta, e ele sabe que o tuga gosta daquilo, olá se sabe.Entretanto, há um pai natal, uma história fabricada nas redes sociais, a quem lhe morreu uma criança de cinco anos nos braços. O pai Natal comovido, chora. É verdade? É MENTIRA!

A notícia do pai natal, torna-se viral no facebook, vai daí as televisões, já a cheirarem o sucesso da coisa, passam-na nos jornais televisivos. A malta tuga comove-se imenso, somos portugueses, temos coração, choram meia dúzia de lágrimas, enquanto acariciam as cabeças dos filhotes, pensando nos presentes comprados e guardados, para aparecerem via pai natal ou menino de jesus nas palhinhas deitado. Horas depois já esquecidos, vão até ao Instagram e lá está 
o comovente pai natal, choroso com a morte da criança. O tuga comove-se, coitado do tuga. A notícia foi dada em todos os canais de televisão e até houve gente que não conseguiu ver as imagens do pai natal comovido, a contar a história do menino que lhe morreu nos braços. Verdade, só pode ser verdade! E não é!

Como diz Rodrigo Guedes de Carvalho, pivot da Sic : 
"O pai natal comovido, trata-se de uma ignóbil mentira, uma fabricação que pretendeu jogar o jogo, para ver se aprendemos: pretendeu mostrar-nos que engolimos tudo o que vem nas redes sociais porque a Internet é o nosso novo guru, que comanda inclusivamente as modernas televisões"

Os vídeos de gente desesperada em Alepo, continuam escondidos na gaveta dos ditos "Tele" jornais. O desespero, o pedido de ajuda, não faz chorar ninguém, nem dá audiências. Podias ser tu, ou a tua família, ali. Não mostram. Não interessa. Fui claro? As audiências mostram aquilo o que tu queres ver. O que tu queres ver
E o que é que tu queres ver? Coisas que não te incomodem. Casas dos Segredos. A loucura total. No More No Less. Ainda não percebeste?
O que vales é Zero. Zero! És um Zé Ninguém e como zé ninguém, tens direito às notícias que fazem de um zéninguém, um zé ninguém contente.
Esse é o teu mal, zé ninguém! 

E as notícias?  
EM Alepo Centenas de Milhares a fugirem da Guerra, da Destruição.
Gente com filhos nos braços a pedir ajuda, a fugirem sem saber para onde.
O Horror é-te poupado. Se o contas a algum teu amigo, és até capaz de ouvir coisas inteligentemente brilhantes como eu já ouvi:
- "Lá vens tu com as tuas coisas"
- " eu vejo o jornal na TV, acredito. ou vamos acreditar em quem?", ou pior ainda: "eu quero lá saber disso".
Ai! zé ninguém! Cada vez estás pior!
E não tens cura!

segunda-feira, novembro 14, 2016

hey woman










hey woman, you got the blues, 
because you ain't got no one else to use,
there's an open road that lead us to nowhere, 
so just make some miles between here and there.

there's a hole in my head where the rain 
comes in, you took my body and played to win.
evil woman, 
e-evil Woman, e-evil Woman, 

evil Woman too hot to settle down, 
ha woman what you gonna do, 
you destroyed all the virtues that 
the Lord gave you 

funny how you broke me up, 
you made the wine now you 
drink the cup.

terça-feira, julho 12, 2016

Somos Campeões - S for Uma questão de Sorte or P se não fosse o Rui Patrício estávamos lixados





A taça veio para Portugal.
Os tugas fazem a festa. As televisões reproduzem o feito, as marchas populares pelas ruas de Lisboa.
Somos os melhores, dizem.
Eu digo: - estão enganados, ó maravilhosos tugas!
O Rui Patricio defendeu. Ele é o Herói do Euro português.
Na final com a França, não fosse o Patricio, logo na primeira parte, os franceses tinham metido uns três na baliza.
Sorte! Foi Sorte!
Os tugas continuam a jogar um futebol com falta de qualidade.
Foi Sorte e o Rui Patrício.
Eu vi.
Eu estava lá!
Beijos e Abraços de um português que não festejou a vitória.
Um português que foi trabalhar como todos os dias.

Cresçam!

a vida como num ecrã de cinema




a mulher tinha já a idade da sombra
deu-me a mão  era fogo e gelo
procurei enfrentá-la  e era fogo
«não dou nenhuma importância à vida»
tinha já a idade da sombra e era gelo
pensei  podia morrer por um só dia
«atravessei contigo toda uma vida»
esse incêndio não posso dar-lhe o nome
tornou-se tão brilhante que me cegou
incendiou-me a alma de gelo e fogo
procurei não me render a essa mulher


a vida como num ecrã de cinema  
disse adeus à mulher que conheci 
envolveram-me grades 
até hoje  para sempre
não reconheço o pressentimento
entre a vida e sagrado

doce tortura implacável e cruel
da sua vida
onde cada rosa é uma pedra

quarta-feira, julho 06, 2016

I Love You to Death


I beg to serve, your wish is my law
Now close those eyes and let me love you to death
Shall I prove I mean what i'm saying, begging
I say the beast inside of me's gonna get ya, get ya, get...


foto olaf martens




quarta-feira, junho 29, 2016

Question - Tens a certeza de ainda quereres encontrar-te comigo?




FETICHE


Sentir as sensações mais intímas numa relação a dois, em que o sexo e o prazer falam entre si, diria que, na minha opinião, estão muito perto de termos aqui uma relação "mágica", em que a fantasia, o feitiço e o nosso imaginário mais primitivo nos levam quase sempre ao mundo simbólico do fetiche.
Muito se fala do fetiche. Mas o que é verdadeiramente o fetiche ? Através do diccionário, verificamos que a palavra fetiche tem origem francesa e significa feitiço. O fetiche é, sobretudo, uma espécie de obcessão por alguma coisa, uma situação, pessoa, ou parte da pessoa. Uma atracção ou fixação incontrolável que dá origem a um prazer intenso. Nem todas espécies de fetiche estão directamente ligados à prática sexual, embora este blog irá se debruçar sobre esta vertente.

Procuraremos a opinião de todos os que se quiserem manisfestar, seleccionando na nossa preferência, os fetiches que estejam sempre relacionados directa ou indirectamente com as pessoas. Os fetiches são vários, desde a parte do corpo das pessoas ( cabelos, pernas, pés, nadegas, mãos, etc ) até objectos utilizados por essas pessoas ( roupas, joias, tatuagens, sapatos, etc).
Temos ainda fetiches originados por situações diversas, desde fazer sexo em locais públicos, dentros dos automóveis, elevadores, entre outros. Sado-masoquismo, voyeurismo, entre outras práticas são ainda consideradas actos de fetiche.

Mas afinal, qual será o fetiche de cada um? O fetiche que todos nós escondemos e que adoraríamos , um dia, poder pratica-lo ?

extraido do Blog do Fetiche


I keep writing about you





Rene Groebli
Antes tu e eu éramos
um só, como o corpo e a sua sombra;
agora somos, tu e eu,
como a nuvem que foge após um aguaceiro.

Antes tu e eu éramos
como o som e o seu eco, acordes entre si;
agora somos, tu e eu,
como as folhas mortas caídas dos ramos.

Antes tu e eu éramos
como o ouro e a pedra, sem mancha nem fissura;
agora somos, tu e eu,
como uma estrela extinta ou um esplendor passado.


Fu Hsiuan  (China Sec. III)

segunda-feira, junho 27, 2016

alors, qu'est ce tu veut de moi?




Juliette Gunn
alors, qu'est ce tu veut de moi?
tu me regarde presque au fond de mom ame
tu je sais que je ne parle pas le français.
tu le sais ou tu ne savais pas?
alors tu veut pas où tu ne veut pas?
c'est combien?
alors tu n'est pas une de celles comme se dire?
tu n'ais pas?
mais qu'est ce que je peut faire, alors
tu viens oú tu ne viens pas?
voulez tu un motoriste pour te porter chez moi?
alors, tu ne me doigt pas la reponse...
laisse mois te dire tu te habille avec les seins denudés
tu veut, qu'est ce que je doigt penser, je pense que tu..
alors est très chère?
et merde! tu ne me repondez pas! qu'elle merde!
moi je suis fond de toi mais je ne suis pas un pupê
alors c'est tipe las tu enviter lui a donner une curve
parce que il ne c'est pas pour toi tu est merveulleise
il le manque du class du belle education, il návait pas
du foyer tu ne t'importe pas? mais que tu est bête non?
mais oui tu ne me dis rien, alors passer bien.
tu ne savais pas qu'est ce tu te manque. moi je suis le meilleur
tu ne crois pas? mais c'est vrai. je suis bon comme le milho
(je te demande pardon je ne sais pas dire milho en français)
j'atend ta response avec anxieté, mais...
si tu ne veut pas, lors je irai pendre une autre et tu vas
te regette pour toute la vie. mais oui. tu le sait très bien
Moi

alors c'est une phographie de thedaglab, pour varier

Arquivo do blogue