quinta-feira, janeiro 29, 2015

Para Acabar de Vez com a Cultura - O Diário de Friedrich Schmeed


Ilustração Tom of Finland
A torrente aparentemente inextinguível de literatura sobre o Terceiro Reich continua em alta com a próxima publicação das Memórias de Friedrich Schmeed. Schmeed, o mais célebre barbeiro da Alemanha durante a guerra, providenciou serviços tonsoriais a Hitler e a muitos dos mais altos membros do Governo e do Exército. Como foi notado durante o Julgamento de Nuremberga, Schmeed não só parecia estar sempre no sítio certo à hora certa, como possuía «uma memória mais que completa», estando portanto particularmente qualificado para escrever este guia incisivo dos interiores da Alemanha nazi. Seguem-se alguns breves excertos:


Na Primavera de 1940, um grande Mercedes parou diante da minha barbearia, no 127 da Koenigstrasse, e Hitler entrou. «Só quero um caldinho», disse, «e não desbaste muito por cima». Expliquei-lhe que teria de esperar um instante porque Von Ribbentrop estava à sua frente. Hitler disse que tinha muita pressa e perguntou a Ribbentrop se não poderia ficar para depois, mas Ribbentrop insistiu dizendo que parecia mal ao Ministério dos Negócios Estrangeiros se lhe passassem por cima. Hitler fez então um rápido telefonema, Ribbentrop foi imediatamente transferido para o Africa Korps e Hitler conseguiu cortar o cabelo. Esta espécie de rivalidade era constante. Uma vez, Goering fez Heydrich ser detido pela polícia sob falsos pretextos, de modo a poder ocupar a cadeira junto à janela. Goering era um pervertido e muitas vezes queria sentar-se no cavalinho para cortar o cabelo. Os altos comandos nazis ficaram embaraçados com este facto mas não podiam fazer nada. Um dia, Hess desafiou-o. «Hoje quero o cavalinho, Herr Marechal-de-Campo», disse. «Impossível. Está reservado para mim»,retorquiu Goering. «Tenho ordens directamente do Fuhrer. Determinam que estou autorizado a sentar-me no cavalinho para cortar o cabelo».E Hess apresentou uma carta de Hitler para esse efeito. Goering estava lívido. Nunca perdoou a Hess e disse que, doravante, seria a mulher a cortar-lhe o cabelo em casa com uma tigela. Hitler riu-se quando lhe contaram isso, mas Goering falava a sério e teria levado a sua avante se o ministro das Forças Armadas não tivesse indeferido a sua requisição de um corte à escovinha.

Woody Allen, in "para acabar de vez com a cultura"

quarta-feira, janeiro 28, 2015

erwin olaf - me assombré

Me assombré
Pues que hoy por la mañana cuando me he acordado no hacía ni idea de que íba a ver a mi frente a Doña Letizia. 

foto erwin olaf


segunda-feira, janeiro 26, 2015

To My Love

André de Dienes, Shirley Levitt,1950

"To my love... chasing the antidote to desire
though her reclusive country".
Robi Draco Rosa

Grécia 1 - Europa 0- A maravilhosa vida dos portugueses parte 17 or I for como o Ronaldo entra na história




Na Grécia venceu o Syriza de Tsipras.  É tempo de os povos da Europa dizerem não à austeridade imposta pelos seus governos, apenas estados federalistas de uma Europa comandada pela Alemanha e a Srª Merkel.  Tempo de dizerem: Liberdade. Democracia. Esperança. Justiça.

Portugal, qual o Futuro?

Por cá as notícias são animadoras:

"Mãe e bebé são hoje despejados"

"BÁRBARA PERDEU A ALEGRIA DE VIVER"
(Despacho do Ministério Público fala em "solidão", "angústia" e "pânico")

SEMANA VIOLENTA NO
 "DESAFIO FINAL 3"
(Últimos dias na Venda do Pinheiro marcados por tentativas de agressão e violência verbal)

Altice disposta a vender Oni e Cabovisão para acelerar
 compra da PT

Cristiano Ronaldo: A tendência manteve-se na segunda parte: o Córdoba nunca baixou os braços e o Real Madrid não conseguiu sentir-se confortável na partida. Já na recta final do encontro a frustração levou a melhor sobre Cristiano Ronaldo, que agrediu um adversário e viu o cartão vermelho directo.

Cristiano Ronaldo tem nova namorada, ler artigo na pág3

É oficial: Ronaldo e Irina separados

TVI continua a divulgar as gravações de reuniões do Conselho Superior do Grupo Espírito Santo

Entrevistas aos trabalhadores em requalificação começam em Janeiro


E ETC…ETC…ETC…

quinta-feira, janeiro 22, 2015

Hora de Ponta - Prenez moi

foto Au carrefour étrange

Depois de uma pausa, ela continuou a contar a história. Como ele a fez encolher-se a um canto do assento, com as pernas para cima e lhe enfiou o dedo enquanto guiava com a outra mão, o carro a ziguezaguear pela estrada. Como ele a fez abrir a cona com as duas mãos e depois lhe apontou a lanterna. Como ele meteu o cigarro dentro dela e a fez tentar inalar com a cona. E os outros dois inclinados para a frente a mexer-lhe com as manápulas. Como um deles tentou levantar-se e meter a piça na boca dela, mas estava bêbado de mais para conseguir. E ele  não parava de dizer: “Espera aí, minha puta deliciosa…Vou foder-te toda.”. E depois pegava na piça e brandia-a como uma moca. “Acho que nunca levaste uma foda a valer. Sente-o” e fez-me segurar nele outra vez. Mordeu-me toda , lábios e orelhas, pescoço, ombros e seios, e nunca parou de se mexer, a foder como uma animal enlouquecido. Depois fez tudo…a tirar de um sítio para meter no outro. Tinha a cabeça enterrada no banco. De repente senti-o a empurrar com toda a força…estava a vir-se. Lembro-me de a ter interrompido para perguntar há quanto tempo a violação tinha ocorrido, e de ter ficado com a impressão de que a resposta foi bastante vaga.  Comecei a sentir o desejo por ela, nesse momento em que a encontrei mais fragilizada. O desejo criou raízes e cresceu como uma árvore, e não há dúvidas de que encontrou o seu lugar, e com ele uma medida relativamente plena de felicidade.
Henry Miller, in Trópico de Capricórnio

quarta-feira, janeiro 21, 2015

Um País de Canalhas - Vergílio Ferreira







Um País de Canalhas
Pensar Portugal. Nós somos um país de «elites», de indivíduos isolados que de repente se põem a ser gente. Nós somos um país de «heróis» à Carlyle, de excepções, de singularidades, que têm tomado às costas o fardo da nossa história. Nós não temos sequer núcleos de grandes homens. Temos só, de longe em longe, um original que se levanta sobre a canalhada e toma à sua conta os destinos do país. A canalhada cobre-os de insultos e de escárnio, como é da sua condição de canalha. Mas depois de mortos, põe-os ao peito por jactância ou simplesmente ignora que tenham existido. Nós não somos um país de vocações comuns, de consciência comum. A que fomos tendo foi-nos dada por empréstimo dos grandes homens para a ocasião. Os nossos populistas é que dizem que não. Mas foi. A independência foi Afonso Henriques, mas sem patriotismo que ainda não existia. Aljubarrota foi Nuno Álvares. Os descobrimentos foi o Infante, mas porque o negócio era bom. O Iluminismo foi Verney e alguns outros, para ser deles todos só Pombal. O liberalismo foi Mouzinho e a França. A reacção foi Salazar. O comunismo é o Cunhal. Quanto à sarrabulhada é que é uma data deles. Entre os originais e a colectividade há o vazio. O segredo da nossa História está em que o povo não existe. Mas existindo os outros por ele, a História vai-se fazendo mais ou menos a horas. Mas quando ele existe pelos outros, é o caos e o sarrabulho. Não há por aí um original para servir?


Vergílio Ferreira, in "Conta-Corrente 2"

Artigo de Opinião - Miguel Sousa Tavares



Miguel Sousa Tavares, in Expresso

terça-feira, janeiro 20, 2015

histórias incompletas parte 3

victor ivanovski

e assim eles trocaram, acariciavam-se e possuíam-se
possuíam-se e acariciavam-se,  uma vez eram um
outra vez eram o outro. ele tinha o desejo dela,
os orgasmos dela, ela tinha a erecção dele, os
orgasmos dele. ele está deitado na cama, o corpo
arqueado enquanto ela o beija. quero que deixes
o cheiro do teu sémen por todo o lado.
eles são a paixão. a paixão.

acho que ele me ama. acho que ela me ama.
tive saudades tuas.

- estou a falar contigo.

metade mulher, metade homem, cada um deles é isso.
metade homem, metade mulher. unos.

histórias incompletas parte 2

victor ivanovski


e disse:
- quero observar-te a despires-te. nunca fiz isso.
ela sentou-se na cama, despiu-se timidamente...
ele foi apanhado de surpresa, do seu corpo emanava
uma imensa sensualidade.
então ela surpreendeu-o ainda mais, pegou na tesoura
e com golpe certeiro, cortou os seus longos cabelos:
- agora pensa que sou um homem.
ele olhou-a surpreendido:
- um homem?
- sim, quero sentir a tua erecção, como tu sentes.
- para isso tenho de entrar em ti.

Anaïs Nin, Henry & June




histórias incompletas parte 1

victor ivanovski
ela tinha-o preso pelo sexo dominando-o completamente
ele olha-a ávido das sensações que o corpo dela lhe desperta
o sexo lateja desejando entrar dentro dela. silêncio e desassossego
- sou um objecto um mero objecto que usas. não me amas, só me desejas
ela não fez qualquer reparo, atirando-o sobre a cama.

Anaïs Nin, Henry & June



segunda-feira, janeiro 19, 2015

Chalie Hebdo - Polícia Encarregado da Investigação do Charlie Hebdo "suicida-se"...


Chefe de Polícia Encarregado da Investigação do Charlie Hebdo "Suicida-se" na França e a Grande Imprensa Varre a Notícia Para Debaixo do Tapete

Na quinta-feira, 8 de janeiro, o segundo maior canal de TV pública da França - France 3 - relatou a morte naquela manhã de um comissário de polícia que vinha investigando o ataque ocorrido na véspera contra o semanário satírico francês, Charlie Hebdo.

O comissário Helric Fredou, de 45 anos, foi encontrado morto em sua mesa por volta de uma da manhã em Limoges, capital da região centro-oeste do Limousin, e aparentemente suicidou-se fazendo uso da sua própria arma de serviço. Mais cedo, ele havia-se supostamente reunido com a família de uma das vítimas do ataque ao Charlie Hebdo, e morreu antes de completar um relatório que estivera redigindo.


Até aí, tudo muito interessante. Quase tão interessante é a falta de interesse manifestada pela mídia ocidental face a esse trágico complemento ao "caso Charlie Hebdo", uma falta de interesse que alguns já estão descrevendo como "uma operação-abafa da mídia corporativa" - e portanto o alvo imediato de mais uma teoria de conspiração.

extraído de um site brasileiro Portal Luis Nassif. 
poderão continuar a ler a notícia no mesmo Portal.

Este caso do assassinato dos caricaturistas de Charlie Hebdo, cada vez mais, aparece-nos com contornos estranhos e peculiares.
Deixamos ao critério de cada um, escolher a teoria da conspiração que mais lhe agradar. Vamos deixar aqui algumas.
O "je suis charlie" terá sido uma grande encenação?
Quem assassinou os caricaturistas? Os irmãos Kouachi?
Andaram todos com "bandeiras" "je suis charlie" em base de erro?

Nunca alinhamos em manifestações de grande Porte, organizadas pelos Senhores do Mundo. Normalmente, desconfiamos. Num mundo inteiro ninguém desconfiou de nada. Pobres coitados! Andar com o pau a dizer je suis charlie, sem perceberem do logro em que tinham caído. 


Temo que, devido a publicar aqui as fotos dos irmãos Kouachi, a polícia francesa, alegadamente profícua a arranjar provas de quem é quem, venha estabelecer ligações indecorosas entre mim e os jihadistas. Talvez um qualquer primo, afilhado, pai, o terceiro irmão, sobrinho, qualquer ligação pecaminosa aos Irmãos Kouachi. 
Mai Nada! Ora vão-se Foder Todos!

Frederic Martin Duchamps - Ulli’s Miror - Some Like it Hot






Ulli's Portrait







sábado, janeiro 17, 2015

Legenda para uma foto


Friendship is unnecessary, like philosophy, like art... It has no survival value; rather it is one of those things that give value to survival.
C.S. Lewis, The Four Loves

foto ray massey
through 2photo.ru

sexta-feira, janeiro 16, 2015

Pensamento do Dia - Pedro Chagas Freitas

Anja Rubik Mert Alas Marcus Piggott para Vogue Russia Winter
Há em alguns quadrantes a ideia de que só os iluminados é que podem ser escritores.
A iluminação que se vá encher de moscas. A iluminação é pegar na canetinha e escrever.

Inês Castel-Branco - A miúda mais estilosa de Portugal - 3ºPrémio "As Boazonas do 9ºEsq.







Prémio "As Boazonas do 9ºEsq"
Este prémio é destinado as figuras públicas, que mais se distinguiram no ano de 2014, nos diversos quadrantes da sociedade portuguesa.
3º prémio – Inês Castel-Branco
Actriz de Novelas



 [Lolly Jane Blue - Worms] - Sil van der Woerd
Extraordinário Vídeo e Música.
Ela Merece






Maria Inês da Costa Caldeira Castel-Branco

 (Lisboa, 25 de fevereiro de 1982), mais  conhecida por 
Inês Castel-Branco

Ejaculação Retardada - ABC SEXO



foto Evgeny Brook
Disfunção do Orgasmo no Homem ou Ejaculação Retardada


Ejaculação Retardada,  consiste na incapacidade de ejacular, mesmo tendo uma erecção firme e uma adequada estimulação sexual. Também podem considerar-se disfunção do orgasmo os casos em que se verifica um atraso da ejaculação.

A severidade do problema varia desde dificuldades de ejaculação ocasionais até uma ausência de ejaculação desde o ínício da vida sexualmente activa, ou seja, nunca ter tido um orgasmo. No entanto, o mais frequente é a incapacidade do homem ejacular na vagina da mulher, mas conseguir ejacular normalmente através da masturbação pela estimulação manual ou oral ("sexo oral").

Inicialmente julgou-se que a disfunção do orgasmo no homem era uma situação muito rara. No entanto, actualmente chegou-se à conclusão de que a ejaculação retardada com gravidade média é um problema bastante comum. Homens chegam a levar 7 e mais horas até ejacular. Uma "tortura" para as companheiras. Sexo horas seguidas, sem interrupção é DOENÇA. Tem de ser tratada.

A ejaculação retardada é no mínimo uma experiência frustrante para o homem. Poder-se-ia julgar que as mulheres gostariam da experiência de fazer amor por longos períodos de tempo, com um homem capaz de manter a erecção sem terminar em orgasmo. No entanto, algumas mulheres de facto reagem negativamente a esta situação, encarando a incapacidade em ejacular como uma rejeição pessoal. Alguns homens, ao anteciparem esta reacção negativa, adoptaram a estratégia de simular um orgasmo.


Qual é A Causa? 

As disfunções sexuais em geral podem dever-se a factores orgânicos, a medicamentos ou drogas, ou factores psicológicos. No caso da disfunção do orgasmo no homem ou ejaculação retardada temos:

Factores Orgânicos

Na grande maioria dos casos esta disfunção não tem uma causa orgânica.
No entanto, pode por vezes dever-se a doenças que atingem o sistema nervoso em que podem ser afectadas partes do mesmo relacionadas com esta função como no caso da doença de Parkinson, esta disfunção também pode dever-se à diabetes.
É muito importante ter presente que a capacidade e a sensação de ter um orgasmo mantém-se mesmo quando o homem perde a próstata e vesículas seminais através de uma cirurgia devido a uma neoplasia ou tumor. O orgasmo pode igualmente ocorrer mesmo que não exista sémen.

A depressão grave pode dar origem à disfunção do orgasmo no homem.
Utilização de Substâncias ou Drogas
Existem várias substâncias com efeitos a nível do orgasmo no homem, como por exemplo, o álcool, os opiáceos, antidepressivos, anti-hipertensores e neurolépticos.

Factores Psicológicos

Entre os factores psicológicos que podem estar subjacentes às disfunções psicossexuais, destacam-se para a disfunção do orgasmo no homem ou ejaculação retardada os seguintes como mais prováveis: aprendizagem anterior e construção de barreiras ao prazer erótico.
Se tiver esta disfunção é aconselhada a consulta de um especialista na área, que avalie os factores que podem estar subjacentes ao seu problema.

O que Posso Fazer?

Terapia
A terapia aconselhada é específica para cada pessoa, isto é, após a avaliação do caso são determinados qual o grau de importância de cada um dos factores associados ao problema, e com base nisto é desenhada uma intervenção adequada às características da pessoa e do problema em questão.

Em termos gerais, várias intervenções são possíveis para cada disfunção sexual, no caso específico da disfunção do orgasmo no homem ou ejaculação retardada destacam-se as seguintes, podendo ser recomendadas várias para a mesma pessoa:

Redução da ansiedade
Pretende-se que o homem seja progressivamente capaz de ejacular de forma confortável na presença da parceira e fora da vagina. Assim, recorre-se a uma forte estimulação, podendo recorrer-se a cremes e lubrificantes, inicialmente por curtos períodos de tempo, que vão sendo progressivamente aumentados. A ejaculação vai sendo induzida (normalmente por estimulação manual) cada vez mais perto da vagina, introduzindo-se pequenos períodos de penetração vaginal.

Podem introduzir-se técnicas que recorrem a "fantasia e imagética" (imagem mental), para ajudar neste processo.

Estas indicações terapêuticas pretendem informar sobre as possíveis soluções para o problema, qualquer aplicação técnica deve ser feita unicamente por indicação de um profissional da área, caso contrário a intervenção pode ter poucos ou nenhuns resultados positivos.

Site

quinta-feira, janeiro 15, 2015

Marcelo Rebelo de Sousa versus José Sócrates or T for como se serve uma taça de cicuta or D for como fazer desaparecer um candidato...




Com o abandono à direita de Durão Barroso da corrida para a presidência da república, e com o desinteresse de Guterres, à esquerda, restam os dois candidatos de segunda linha. Em linguagem de futebol, das reservas ; os artistas, um de televisão, outro de circo. Marcelo Rebelo de Sousa, o artista televisivo. José Sócrates, o artista do circo mediático.

Sócrates na presidência da república num governo PS, o PSD ia descer aos infernos, em política nada se perdoa, tudo se vinga. No mínimo, todos os boys laranja iam na rua.
O artista da televisão Marcelo, apesar de se esforçar todas as semanas para mostrar que sabe tudo e tem solução para tudo, não tinha a cadeira presidencial garantida porque o artista de circo, para lá de ter um apoio maioritário, que as sondagens para as legislativas estimam, seria um adversário imbatível em qualquer debate com o artista televisivo, que é muito bom quando só fala para a TV sem contraditório mas, em debate, não dá uma para a caixa.

Postas as coisas desta maneira, para o artista televisivo vencer só restava uma solução, fazer desaparecer o artista de circo. Qual comédia dell'arte, enquanto o juiz da inquisição o mantém preso, o artista da televisão, de forma diplomática e "polida" afirma que ele irá ficar esquecido, tudo é uma questão de tempo, e mais ainda, como foi indiciado, perdeu a credibilidade para ser eleito presidente.


Após leitura atenta das imagens da televisão ao domingo, onde o Marcelino, pão e vinho, que nunca desmentiu passar férias na casa de luxo que o Salgado tem no Brasil, à conta, claro está, descaradamente e de forma abusiva vai vendendo o peixe fétido para freguês enganar.

quarta-feira, janeiro 14, 2015

Elsa Hosk - informação para o utilizador





Elsa Hosk

Composição: 1500mg de Sulfato de Glaminase.

Este medicamento contem espaertame, sódio, e fonte
de fanelaloma.

MANTER FORA DO ALCANCE E DA VISTA DAS CRIANÇAS

LOTE: 1400456
Validade: 01-2023

O QUE PODEREI FAZER SE ME ESQUECER DE TOMAR UMA OU  MAIS DOSES?
Prosseguir o tratamento sem alteração

data de elaboração do folheto: Junho de 2012

terça-feira, janeiro 13, 2015

"Marcha Republicana" - Os Assassinos estavam na 1ªFila - There is a War















Os donos do mundo, os Senhores da Guerra unem-se na Marcha pela Democracia.
Iam na 1ª fila, de braço dado, quem duvida das boas intenções destes cidadãos acima de qualquer suspeita?
De boas intenções o Inferno está cheio!
O "nosso" Passos ia uns passos mais atrás.
Ninguém duvida que a importância de Passos é zero, para eles, os Senhores do Mundo.

There is a War - Leonard Cohen
Pela Liberdade!!!

Arquivo do blogue