sábado, março 09, 2013


ao primeiro ministro fugiu a boca para a vontade Não há qualquer equivoco nas declarações de Passos Coelho, aliás já clarificadas por António Borges ministro sombra deste governo. Devia propor-se a tal senhor "António Borges" que vivesse a partir de agora com 431,70 euros mensais. Cinco IAS, como tecto máximo para qualquer cargo público, assessor ou gestor de empresas pública ou privadas! Será que esta proposta é aprovado em plenário?

Arquivo do blogue