terça-feira, março 31, 2009

Fairy tales


Corria o dia dois do mês seis e os dois amantes procuravam na água os sons dos peixes vermelhos. Ninguém existia, nem eles próprios sabiam se ainda eram.
Olhavam com incredulidade não pelo peso do passo, mas pelo peso da inconfidência murmurada nos seus ouvidos.

Eu finjo que não quero, mas é o que mais quero - dizia ela - Amo-te! Enquanto falava, tocava-lhe ao de leve, mas as mãos não se mexiam, só os dedos deslizavam por ele como folhas de invisíveis toques.

Ele ouvindo, respondia com olhos de intrigante absoluto. O corpo deslizava-se-lhe até tocar no dela e as mãos passeavam ao de leve nas águas mansas, aflorando o toque da memória que o embriagava.

O restolhar das árvores permitiu-lhes ver a face um do outro. Vens de longe - disse ele - já nos encontrámos num qualquer dia, mas o querer não foi demasiado forte.
Amo-te!

Então, como fossem ambos conhecedores do assunto, mergulharam juntos ao encontro dos sons dos peixes vermelhos no canto da sereia encantada.


foto eric boutilier-brown

é minha a casa do teu corpo


afogo-me nos teus braços ao som de sereias que me encantam,
chamas o meu nome enquanto flutuas em pecados consentidos.
os braços desenham chamamentos lânguidos do passo do anjo,
já ninguém me persegue ou chama. é minha a casa do teu corpo.


foto eric boutilier-brown

Vera

num qualquer sítio a imensidão da Natureza branca .um deve e um haver. um resto. uma raíz quadrada.irei num voo mudo em mergulho que adivinho místico.
um desejo insuportável de te dizer em corpo. água.
sorvo nela o beber duma imagem feita de olhares.
soletro as palavras que me dás. beijo-as. devolvo-tas.
à tua volta todos ouvirão surpresos o rumor da voz...
foto eric boutilier-browne

terça-feira, março 24, 2009

domingo, março 22, 2009

há várias formas de dizer amo-te, sabes. eu sei e tu sabes.
poderia dizer que te amo mais que a própria vida
não há ninguém que ame alguém até à morte, ou talvez.
talvez haja, mas eu não sei. tu sabes.

por ti era capaz de dar um ano da minha vida
davas mesmo um ano da tua vida. explica lá isso melhor.
seria o mesmo que dar nada, a minha vida não tem sentido sem ti
nada de nada é nada, a vida sem ti não faz sentido, sabes. eu sei.
dava um ano da minha vida para te ouvir dizer amo-te. amo-te.
ou até qualquer coisa tão comum como bom dia, boa noite. amo-te!
não faz sentido bom dia, boa noite, dava um ano da minha vida...
era o dia antes do hoje, o depois do amanhã, o hoje e o talvezamanhã adornar-te com as flores que dardejam ao encontro dos diasAmanhã. Ontem. Hoje. Eu sou eu.
Eu também.

foto andreas heumann

sexta-feira, março 20, 2009

Elisa



natureza pura de beleza angelical
movimento retorcido em fios de cabelos
deixados em tempo de guerra. um dar sem dar,
acusatório silêncio em mãos pretensas de oferendas.

meigas palavras dizendo o mal da mentira,
despojada mente. corpo de deusa, caminho de perdição
onde o homem se encontra.
ingenuidade em gritos nocturnos de aflição contida.

elisa, retorno à memória sem desejos de voltar
pequena mágoa de ser quem tu eras.
vestida de mortuária cantada. um adeus sem nexo,
julieta sem romeu, procura incessante do Amor.



foto mona kuhn

L'Équilibriste


Foto de Tony Duran

Configuração de Gémeos

Tony Duran
conheço diversos gémeos, são pessoas curiosas, com apetência para meios de comunicação. são pessoas espirituosas, inteligentes e perspicazes e tendem a dominar intelectualmente, o círculo onde estão inseridos.

Expressa-se com facilidade e apesar de parecer superficial, tem normalmente algo a dizer quanto aos seus pontos de vista do momento - tenha ou não sido questionado sobre isso. Com uma mente sempre em funcionamento, a saltar de ideia em ideia, as palavras acabam por funcionar como âncora para os seus pensamentos.

uma das características de um nativo de Gémeos, é a capacidade argumentativa que usa para entrar e sair de situações, fazendo parecer simples o que por vezes é bastante complicado e constrangedor. é um pensador criativo, original e um tanto visionário, expressando-se de forma eloquente. facilmente coloca em prática projectos.

Gémeos tem sempre presente alguma tensão e nervosismo devido à alta voltagem mental. a sua frase chave é «eu penso». São atraídos pelos Sagitários. o elemento deste signo mutável é o Ar, correspondendo às ideias e à comunicação.


Um Gemeniano diria:

Ser geminiano é navegar entre uma coisa e outra, estabelecendo a relação; mas quase nunca sabemos ao certo qual é o nosso verdadeiro lugar.

Influenciamos demais a vida das pessoas, já que possuimos o dom da palavra, embora quase nunca percebamos muito bem o que estamos a fazer. É coisa que é preciso dizer e pronto! A vida é assim...

Nós, Geminianos experientes, ou evoluídos, como se costuma dizer por aí, acabamos descobrindo muito de nós próprios quando mergulhamos nesses processos inconscientes.

Somos duplos; dizem os amigos, os amantes, os estudiosos. Mas a verdade é que dentro de nós bate apenas um coração. E sabemos muito bem a quem amamos, a quem queremos ou não, ainda que isso também não fique muito claro para os outros.

A gente gosta mesmo é de disfarçar. Assumir diferentes personalidades, mas sem nunca perder a fidelidade. Talvez não a você, caro amigo, mas com certeza a nós mesmos. Portadores únicos da nossa verdade.

Perdemos o pé, com certeza; perdemos o chão dispersamos-nos pelo mundo dos sonhos piscianos que de alguma forma atraem o nosso coração. E assim somos...

Fortes como os arianos, estáveis como os taurinos, sensíveis como os cancerianos. Somos sempre o que quisermos, basta que aconteça, ninguém tem nada com isso...

Temos ideias brilhantes, viva o elemento Ar! Captamos a coisa na curva e quase sempre surpreendemos os menos avisados, hehehe!!!

Cansamo-nos de explicar, justificar e lutar por fazer entender, aquilo que só nós entendemos. Ninguém no entende, a nós.

Texto copiado...por aí.
Apeteceu, apetecendo falar...sobre signos

gémeos que conheço: Paulo, PedroV, PedroD, Jaime, Rita, Elisa, Filomena
e mais uns quantos.
todos com dualidade, parecendo bipolares, amanhã sou um, mas hoje
sou este. por isso, por os conhecer tão bem, conheço os outros
gémeos, que não conheço: empreendedores, futuristas, perfeccionistas,
amigos leais, inteligentes, psicólogos, paranormais, estudiosos,
apaixonados, paixões doces ou ardentes. bons amantes, bons companheiros

foto tony duran

quarta-feira, março 18, 2009

lovers ecstasy...

solve sundsbo

hotel particulier



sede de beijos sede de línguas
línguas que se enrolam em salivas
tarde quarenta graus calor de corpo
corpos sedentos quarenta graus
calor de beijos. línguas. 40 graus

foto solve sundsbo

sexta-feira, março 13, 2009

If music be the food of love, play on



If music be the food of love, play on;
Give me excess of it, that, surfeiting,
The appetite may sicken, and so die.
That strain again! it had a dying fall:
O, it came o'er my ear like the sweet sound
That breathes upon a bank of violets,
Stealing and giving odour!

William Shakespeare

Foto  Michael Philip Manheim

stop the fucking music...


Foto Arno Bani

segunda-feira, março 09, 2009


about James Houston

James Houston — Photographer: James Houston was born in 1965 in Sydney, Australia. At an early age, he began to study ceramic sculpture and design at school, where he was awarded first in the state of NSW for Art in the HSC (High School Certificate). At 19 years old, shortly after leaving school, Houston held his first solo exhibition of ceramic sculpture. He was awarded an AFA (Advertising Federation of Australia) scholarship and subsequently spent three years as an art director in Sydney and Los Angeles. While on a business trip to Tokyo in 1990, Houston bought a second-hand Nikon 35mm camera and took up photography as a hobby.

In 1995, the AIPP (Australian Institute of Professional Photography) awarded Houston the prestigious “Highest Score Overall” in Print for his “Buried Nude” series. In subsequent years, Houston became one of Australia’s leading fashion photographers, contributing to magazines such as Australian Vogue, Italian Harper’s Bazaar, Wallpaper and Oyster. Houston also photographed the first-ever nude cover for Australian Vogue (January 1997).

In March 2000, Houston moved to New York City, where he continued to focus on beauty and bodywork. In 2002, branching out into the world of celebrity, Houston spent six months in Los Angeles, shooting for magazines including American Vogue, British Glamour, French Glamour, German Glamour and Interview. The celebrities who appreciate and request Houston’s eye for beauty include: Cate Blanchett, Jessica Alba, Elle Macpherson, Kirsten Dunst, Sheryl Crow, Christy Turlington, Hugh Jackman, Guy Pearce, Matt Dillon, Paris Hilton and Mandy Moore

In November 2005 Houston launched his third published book ONE Yogamoves (Published by JD Publishing); a study of the yoga body as a sculptural form. All proceeds from the ONE Book & Exhibition were donated to the Australian Breast Cancer Foundation.

After six years of work, Houston launched the MOVE FOR AIDS project (www.moveforaids.com) at MILK Gallery New York in October 2006. Sponsored internationally by HUGO BOSS, the project consists of a published book (MOVE published by PowerHouse books NYC), an Exhibition and a Documentary. Houston photographed over fifty of the leading dancers of New York for the project as a way of raising much needed funds & awareness for HIV/AIDS.

The final launch was to take place in Sydney Australia late November for World AIDS Day. Attended by Sir Elton John & Mr Baz Lurman the Sydney event raised almost $300,000 and was named event of the year.

James Houston is recognized as one of the leading beauty/body photographers working in America and Europe for clients including Chanel, Clinique, Donna Karan, Gap, Givenchy Paris, HUGO BOSS, Neutrogena and Victoria’s Secret.
james houston, man, colour, photo

foto james houston
woman body, colour, james houston
foto james houston

sexta-feira, março 06, 2009

guy bourdin - legenda para uma foto


Atenção... génios, atenção génios: só... aceitamos ...aceitamos dinheiro vivo . dinheiro vivo.
foto guy bourdin

Arquivo do blogue